Mercado financeiro virou uma quadrilha

Cultura 
GERALDÃO RECEBE SEGUNDO DIA DAS FINAIS DO FESTIVAL DE QUADRILHAS
Brilho, colorido, animação, gritos de guerra. Esses foram alguns dos ingredientes encontrados na noite desta sexta-feira (25), no Ginásio de Esportes Geraldo Magalhães Geraldão, que recebeu cerca de quatro mil pessoas. O público conferiu o segundo dia da final do grupo 1, do 36º Festival Pernambucano de Quadrilhas Juninas, promovido pela Prefeitura do Recife, por meio da Fundação de Cultura Cidade do Recife (FCCR). A primeira agremiação a entrar no palco foi a Blemo?Art, da cidade de Goiana, que trouxe como tema as festas e festejos juninos do São João. Crédito: PAULO LOPES/Prefeitura do Recife – 25.06.10

Embora no mundo financeiro, a maioria das pessoas tenha pensamentos voláteis e de curto período, cada dia mais se prova que o médio e longo prazo é mais eficaz para aplicações e ou especulações financeiras. Os gestores e investidores individuais com destaque em rentabilidade são aqueles que focam suas alocações cada vez mais pra prazos mais longos.

Com os mercados cada dia mais concentrados nas mãos de poucos players (participantes) com poder de influenciarem as cotações no dia a dia, principalmente no Brasil, o chamado day trade, virou uma Dança de Quadrilha.

No médio/longo prazos a tendência são os fundamentos convergirem, porém as variações dos ativos e derivativos se mostram cada dia mais voláteis e as notícias que os justificam cada dia mais bizarras.

Há poucos dias atrás postei um texto que abordava a maneira como o noticiário econômico era difundido nas redações dos veículos de mídia e compartilhado em toda rede.  http://avisoemdois.com.br/2015/10/o-ministro-caiu-e-dolar-subiu/

A queda da cotação da moeda norte americana frente ao real no dia de ontem foi mais uma confirmação da pobreza dos argumentos. Na outra ocasião o dólar subiu em razão de uma carta de demissão do ministro Levy, desta feita a queda foi provocada por sua saída.

Afinal, a saída ou permanência do ministro Joaquim Levy é motivo de queda ou alta do dólar?

Neste momento que estou escrevendo o dólar sobe 1,45% em relação ao real. Teria o substituto Meirelles destituído mesmo antes de assumir?

Está caindo a ficha. Na última segunda feria dia 09/11, em debate na conferência da INMA (Associação Internacional de Mídia Jornalística), em São Paulo, os editores das principais Redações do país enfatizaram que o jornalismo de qualidade é prioritário.
“Nossa crença é que é hora de fortalecer o jornalismo”, afirmou Marta Gleich, editora-executiva do “Zero Hora”. “A gente sabe que depende cada vez mais do dinheiro que vem do leitor e, para que o cara queira pagar”, o conteúdo tem que ser cada vez melhor.

De toda maneira, a concentração cada dia mais favorece manipulações e especulações de curto prazo, dificultando a vida daqueles que possuem pretensões de operar e rentabilizar o dia a dia. Basta observamos o movimento na Bovespa e a diminuição da liquidez gradativa para concluirmos que o dia a dia virou definitivamente o chamado “cemitério de malandro”, salvo raras exceções. Palavra de um Consultor Financeiro, Corretor e Agente Autônomo que vive da movimentação dos clientes!

O curto prazo e suas notícias vinculadas pelo jornalismo financeiro só bastam a manchete o conteúdo cada um deve avaliar. Na forma que estão atualmente lembram mais a dança das Quadrilhas*
– A ponte caiu
– É mentira!
– Olha a chuva
– Mentira!
– Olha a cobra
– É mentira!

Então meus amigos o melhor a fazer é curtir a dança e Caminho da Roça! Porque como diria Ibrahim Sued “Olho vivo, que cavalo não desce escada e ademã que eu vou de leve”.

 
*Quadrilha
A quadrilha é uma contradança de origem holandesa com influência portuguesa, da ilha de Açores, e também inglesa, que teve seu apogeu no século XVIII na França, onde recebeu o nome de “cachorreira”, tornando-se popular nos salões aristocráticos e burgueses do século XVIII em todo o mundo ocidental. No Brasil, a quadrilha foi originalmente chamada de “Quadrilha de Arraiais”, e era parte das comemorações chamadas de festas juninas. Um animador vai pronunciando frases enquanto os demais participantes, geralmente em casais, se movimentam de acordo com as mesmas, no sentido Militar, colonial. Para alguns cientistas sociais, especialmente antropólogos, tal forma de entretenimento representa uma permanência do pensamento evolucionista muito em voga principalmente mais tarde, pelas influências do século XIX, onde pessoas que residem em meios urbanos agem de forma estereotipada, zombando dos moradores das áreas rurais sem se darem conta.

About

Economista e Palestrante. CEO do Portal Aviso em Dois e do Projeto Arrisque

View all posts by

6 thoughts on “Mercado financeiro virou uma quadrilha

  1. Disse tudo meu amigo, mercado ficou pequeno, bate carteira, mesmo com toda experiência de mercado parece que perseguem nossa operação, seja na compra ou na venda, resultado, tô fora do giro, só posição mesmo, esperando os próximos capítulos, Abraços!!!

  2. ….como vai waldir ? ótimo artigo….nestes últimos anos os fundamentos deixaram de existir e os mercados começaram a se deslocar ao sabor das ondas…

    uma pândega como diriam os antigos…

    um grande abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *