Cuarteto Patria e Manu Dibango

11969276_800_800

Tirado do fundo do baú onde estão guardados os LPs e do fundo da memória surge o disco “Cuarteto Patria e Manu Dibango” gravado em setembro 1998 no México. A proposta da gravação surgiu em show em que se apresentaram junto na França em 1996.

Cuarteto Patria é um grupo cubano criado em 1939 por Francisco Cobas O (Pancho Cobas) e que em 1978 passa a ser liderado por Eliades Ochoa. Entrada de Ochoa privilegiou o ritmo africano guajiro.

Manu Dibango (nascido como Emmanuel N’Djoké Dibango em Duala, Camarões a 12 de dezembro de 1933), é um saxofonista e vibrafonista de jazz e afrobeat. Uma de suas canções, “New Bell”, figurou na trilha sonora do jogo Grand Theft Auto IV, mais precisamente na rádio IF99. Sua música mais conhecida é o afrobeat “Soul Makossa” de 1972, música incorporada por Michael Jackson em “Wanna be start something” e Rihanna em “Don’t stop the music”.

Apresentado Cuarteto Patria e Manu Dibango vamos ao disco. O repertório é na base de boleros, musica nascida em Cuba e que o México foi sei maior exportador. Estão no repertório musicas como Cielito Lindo, Quizas, Quizas, Quizas e Cosita Linda que ficaram conhecidas mundialmente na voz de Nat King Cole.

O disco foge ao “bolerismo”, se é que essa palavra existe, dando outra roupagem assim como fez Chucho Valdés & Irakere ‎em um disco gravado em 1996.

Há também composições de Manu Dibando como Rumba Makossa. Makossa é um ritmo de Camarões. Essa mistura da musica de Manu e do Cuarteto Patria sai um disco curioso de se ouvir onde o saxofone é moderado, sinuoso e quente se ligando numa viber dos integrantes do quarteto.

 
A principio pode parecer uma coisa piegas, mas o sax do Manu e a participação do seu guitarrista Jerry Malekani traz as gravações um sentimento africano.

 
É possível abaixar o disco inteiro pela internet.

https://www.youtube.com/watch?v=N3p_I5XjIsQ

About

Jornalista cultural, tendo trabalhado nos principais veículos midiáticos nacionais e, durante 15 anos, chefiou a pauta e reportagem do programa Metrópolis da TV Cultura

View all posts by

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *