Aviso Semanal – 28

semanal

A semana: A semana se inicia com um fato muito importante para o mercado de moedas global. Na reunião de seu conselho executivo o Fundo Monetário Internacional decide a concessão de status de moeda de reserva para o Yuan da China, decisão que vai elevar a influência da China na economia global. A cesta de moedas de referência do grupo, também conhecido como direitos especiais de saque, até agora contém apenas o dólar, euro, libra e iene. Embora a decisão deva ser anunciada hoje, o Yuan não vai se tornar oficialmente uma moeda de reserva até setembro de 2016.

No mercado nacional a crise política atingiu desta vez uma instituição financeira de grande porte, a mais atuante em todos os mercados, seja em títulos públicos e privados, mercados futuros, swaps e demais derivativos. Sem entrar no mérito das acusações o risco de imagem acaba afetando não só a instituição envolvida como reduz a liquidez de um mercado já muito pequeno e concentrado, em volume de negócios.

Juros: A decisão de manter os juros em 14,25% ao ano, por parte do Copom não trouxe novidades. O fato diferente foi que dois membros do comitê, por incrível que possa parecer, votaram a favor de uma elevação de 0,50%. Não é possível que o país na recessão que está e com a dificuldade de arrecadar recursos em função dela se pense em aumentar ainda mais a taxa de juros.

Expectativa para a semana: Movimento ascendente do câmbio e votos contrários no Copom deve provocar um aumento dos juros em toda a curva.

Câmbio: Na sexta feira que passou a reversão da queda do dólar frente ao real logo após a abertura de NY foi uma demonstração clara que infelizmente ocorreram saques de clientes estrangeiros em aplicações do BTG. A confirmação hoje que os fundos administrados pelo banco em dois dias perderam R$ 4,4 bilhões (Valor Econômico) acabou impulsionado a cotação da moeda para cima. O Banco Central anunciou no final do dia que faria a rolagem integral dos swaps de dezembro e mais um leilão de linha adicional de US$ 2,7 bi.

Expectativa para a semana: Enquanto essa saída de recursos continuarem o dólar irá seguir pressionado. Previsão para o fechamento da semana R$ 3,80/3,90

Bolsa de Valores: O desastre ambiental provocado pela Samarco em Mariana e em todo o trajeto Rio abaixo e no mar será, com certeza, motivos de especulações no montante da indenização que a Vale e BHP terão que pagar. Por ser um papel de grande peso no índice a queda das ações da Vale vem prejudicando a retomada do Ibovespa. O caso BTG veio para deprimir ainda mais as cotações de algumas ações.

Expectativa para a semana: 45.000/46.000

“O homem que move montanhas, começa carregando pedras pequenas.” Provérbio Chinês

*As opiniões aqui contidas são pessoais e não representam recomendação de compra ou venda de ativos financeiros. Desta forma, os autores estão isentos de quaisquer responsabilidades sobre as decisões de investimentos tomadas por seus leitores.

O Aviso em Dois tem como finalidade a troca de ideias, informações e conhecimentos técnicos com os leitores e participantes do mercado financeiro.

About

Economista e Palestrante. CEO do Portal Aviso em Dois e do Projeto Arrisque

View all posts by

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *