Aviso Semanal – 19

semanal

A semana: Bastou uma semana da decisão do FED de não iniciar a chamada normalização monetária e por consequência o aumento na taxa básica de juros para que sua presidente Janet Yellen se desse conta que as consequências da decisão do FOMC para os mercados foram adicionar mais volatilidade e incertezas e um cenário global já bastante conturbado. Na ultima quinta feira num discurso proferido em Massachusetts, Yellen disse que o banco central do país está a postos para aumentar a taxa de juro ainda em 2015. Contudo, se a economia trouxer surpresas, os planos podem mudar. Assim o Fed continua mostrando o quanto falta coerência da autoridade monetária americana entre os discursos e ações efetivas.
No Brasil a semana foi marcada pela expressiva valorização do dólar frente ao real e pela disparada nas taxas futuras de juros, levando o presidente do Banco Central a declarar, tardiamente, que o mercado não executa a política de juros que esta é feita pelo BC, e que os instrumentos de controle da taxa de câmbio, como a utilização de reservas estão à disposição para serem utilizados assim que eles julgarem necessário.
Isso fez com que o dólar e as taxas de juros recuassem bastante na quinta feira.
A semana que entra promete ser carregada de expectativas de quando o BC sairá do discurso para efetivamente atuar na venda direta de reservas. É certo que o mercado irá testar o BC e sua predisposição de efetivamente atuar na venda de reservas.

Juros: Além da fala de Tombini, o Tesouro Nacional se comprometeu a atuar no mercado secundários de títulos públicos visando fornecer liquidez e maior transparência nas taxas de juros, isso decorre do fato de termos um mercado secundário quase inexistente e incapaz de se equilibrar sozinho, qualquer movimento brusco como o da semana passada os títulos acabam não encontrando a liquidez necessária e potencializando ainda mais o movimento de subida das taxas.
Expectativa para a semana também nos juros fica a cargo do tamanho da intervenção do Tesouro com supridor de liquidez nos títulos e consequente estabilização das taxas futuras.

Câmbio: Bastou o presidente do BC alertar que poderia se utilizar das reservas para a cotação do dólar despencar na quinta feira, ficando evidente que a puxada na cotação está sendo realizada basicamente no mercado futuro. O fluxo cambial brasileiro continua positivo no ano e no mês de setembro.
A questão que se discute é até que ponto uma atuação de venda de reservas poderia arrastar a cotação da moeda para um patamar abaixo do ajuste pretendido pela equipe econômica. Como não existe procura pela moeda uma atuação mais efetiva de venda nas reservas poderia trazer o dólar para baixo de R$ 3,50. Será por isso que o BC está só levando no discurso?
De qualquer forma, se faz necessário uma atuação no sentido de coibir essa operação de puxar a taxa no mercado futuro para arrastar o mercado a vista. No passado era denominada como “ciranda financeira”
Expectativa para a semana: Acomodação com recuo para patamares de R$ 3,90/4,00 por dólar

Bolsa de Valores: A Bovespa, mesmo com o preço atrativo na maioria das ações que compõem seu índice vem recuando arrastada pela realização continua nos mercados globais, em especial das bolsas americanas e europeias.
Para esta semana nada sugere que esse movimento irá ser diferente.

Expectativa para a semana: 44.500/45.500

 

“As coisas não mudam, nós é que mudamos. O início de um hábito é como um fio invisível, mas cada vez que o repetimos o ato reforça o fio, acrescenta-lhe outro filamento, até que se torna um enorme cabo e nos prende de forma irremediável, no pensamento e ação”. Orison Swett Marden

 

*As opiniões aqui contidas são pessoais e não representam recomendação de compra ou venda de ativos financeiros. Desta forma, os autores estão isentos de quaisquer responsabilidades sobre as decisões de investimentos tomadas por seus leitores.
O Aviso em Dois tem como finalidade a troca de ideias, informações e conhecimentos técnicos com os leitores e participantes do mercado financeiro.

About

Economista e Palestrante. CEO do Portal Aviso em Dois e do Projeto Arrisque

View all posts by

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *