Aviso Semanal – 09

semanal

A semana: Após longos debates e acusações de lado a lado, Grécia e Parlamento Europeu chegaram a um acordo, que se não é o que agradou as duas partes ao menos servir para botar um pouco de água na fervura que se instalou na zona do euro nos últimos dias.

Mercados financeiros reagiram de forma positiva e deve continuar esta semana com a temperatura mais amena.

A bolsa chinesa que para muitos estaria sendo afetada por um suposto menor crescimento econômico, se estabilizou. Estudos mais aprofudandos vão demonstrando que se trata mais de um problema de regulação de mercado que econômico.

Costumo evitar ao máximo o incremento de muitas avaliações políticas neste cenário semanal, no entanto essa semana existe um fator de grande importância pra o avanço do ajuste econômico no congresso, a capitulação de Eduardo e todos aqueles que em seu entorno vinham criando dificuldades para implementação das medidas econômicas propostas pelo ministro da fazenda Joaquim Levy. O PMDB sensato, do vice-presidente Michel Temer, ganha força para trabalhar o ajuste de forma mais rápida e efetiva.

 

Juros: A divulgação na ultima sexta feira, 17/07, do IBC-br de maio apresentando uma alta de 0,03% sobre o mês anterior mostrou que a economia está estagnada, mas não tão ruim como a maioria dos analistas estão dizendo em suas expectativas futuras.

Está mais do que na hora do Banco Central repensar a continuidade do aumento da taxa básica de juros.

Expectativa para a semana é de queda em toda a curva de juros

 

Câmbio: A novidade no mercado cambial foi a decisão do Tesouro Nacional divulgada na quinta feira, que vai recomprar toda emissão do bônus 2040, o chamado Global 2040, existente em mercado. Este valor é de U$ 1,156 bi.

Independente da alta volatilidade da moeda norte americana frente ao real a autoridade monetária continua dando sinais de trabalhar para a manutenção da cotação próxima aos patamares atuais. Desta forma a pressão baixista, vista pelo BC, requer essa medidas complementares.

Expectativa para a semana: R$ 3,14/3,18 por dólar

 

Bolsa de Valores: Com os volumes negociados cada vez mais reduzidos e o giro de posições prevalecendo sobre a própria tendência a Bovespa segue em uma indefinição de curto prazo.  Boatos sobre rebaixamento da nota soberana e notícias políticas veem pontuando o giro de negócios.

A percepção demonstrada no preço das ações é que a economia não está bem, mas pode sinalizar uma acomodação e retomada a qualquer tempo, como os principais papéis estão com preços depreciados, na dúvida é melhor não vender e se possível ir formando posições ativas.

Expectativa para a semana: 53.300/54.200

 

 

“O único e grande perigo nos negócios e na vida, com exceção do fracasso total, é ter sucesso sem ter a mais absoluta clareza quanto às razões desse sucesso”, Robert Burgelman

 

*As opiniões aqui contidas são pessoais e não representam recomendação de compra ou venda de ativos financeiros. Desta forma, os autores estão isentos de quaisquer responsabilidades sobre as decisões de investimentos tomadas por seus leitores.

O Aviso em Dois tem como finalidade a troca de ideias, informações e conhecimentos técnicos com os leitores e participantes do mercado financeiro.

About

Economista e Palestrante. CEO do Portal Aviso em Dois e do Projeto Arrisque

View all posts by

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *